Ela é mais feliz que eu

solidão como me sinto amizade ex amiga trocada ela é mais feliz que eu sozinha sentimentos comportamento texto amigas mais feliz sozinha eu sem qualidades blog

Ela costumava ser minha amiga. Nós costumávamos ser amigas. Mas a história foi curta, vou te contar. O ano passou e ela descobriu outras meninas pra ser má e falar besteiras, ela gostava de quem a acompanhava nas festas e dividia o “beck”, ela era o tipo que falava que ia “fritar” na festa e eu o tipo que coleciona lista de filmes pra assistir. Ai o tempo chegou e acabou tudo. Como sempre.

Do outro lado da rua eu ficava tentando entender, é coisa deles de esconderem que sofrem ou sou eu que não sei ser adolescente? A ansiedade bate toda hora, enquanto to sentada na cama, de pijama, procurando uma série no Netflix… Não era pra eu estar curtindo uma balada? Pegando geral ou coisa que o valha? E ai o dia se fecha e eu viro de um lado pro outro novamente, sem companhia e sem paciência. Às vezes me deparo com coisas que ela compartilha por ai, amizades que parecem verdadeiras e que eu nunca tive. A ansiedade volta e  decido que a minha vida é uma bosta, ela é mais feliz que eu. E sem mim. O pior é pensar que nossos momentos não valeram de nada, que o tempo em que eu me diverti só ficou pra mim e que ela supera cada gargalhada todo dia com outras pessoas. Todo mundo fala sobre como é horrível perder um namorado, mas ninguém te prepara pra perder uma amizade. Uma coisa que te divertia e não te preocupava, acima de tudo, uma certeza diária. Mas não é. Ou você é “do bonde” ou não é, se veste assim ou fica, acompanha ou volta. A típica regra da panelinha, seja como nós aqui ou seja você em outro lugar

Esses momentos exigem demais da cabeça, principalmente quando todas as amizades sumiram e você vai sumindo em si sem ter pra onde ir. Mas só te digo, isso é crescer. Outra lição pra coleção que você alimenta com decepções.

Mas não fica assim, as coisas melhoram depois que a gente aprende. Não espere ser feliz que nem ela ou eles, seja feliz agora. Não seja direcionada a diversão, apenas saia e se divirta, com espontaneidade, em qualquer lugar, na condição que for. Ficar em casa sem ninguém pode te deixar louca, então procure qualquer coisa, converse com quem puder, saia de vez em quando mesmo sem parecer uma boa ideia. Dói um pouco, mas as vezes você não pode ter o que quer, mas o que precisa.

Anúncios

9 comentários

  1. Paula, tu és cheia de qualidades garota! Ótimo texto que me faz pensar muito. Apesar de ser uma década mais velha me sinto como você. As coisas não mudam muito com o tempo. As amizades vão e vêm e nem sempre nos identificamos com tudo. Vejo alguns amigos indo pra balada enquanto fico em casa. Outros tendo filhos enquanto eu só tenho marido e cachorro e vontade nenhuma de ser mãe. Às vezes me sinto excluída e às vezes me sinto sortuda. A vida da gente é maravilhosa do jeitinho que escolhemos!
    Um beijo ♥

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sou mesma, o nome do blog é irônico 🙂
      Mas é mesmo, sempre tem momentos que bate aquele sentimento, acho que todos sentem isso na verdade, mas uns com mais intensidade em certos momentos e quando a gente resolve ir contra a maré mesmo… Vish, aí fica difícil se aceitar. Mas acho ótimo sempre arranjar um jeito de evoluir com os problemas e sentimentos ruins

      Curtir

  2. Nossa, entendo totalmente tudo o que tá escrito nesse post e é bem isso mesmo “seja como nós aqui ou seja você em outro lugar”. As pessoas com quem eu andava, simplesmente se esqueceram de mim, o que eu faço ou deixo de fazer não importa mais eles, enquanto eram pessoas que antes passavam a tarde toda comigo ou até mesmo a noite e madrugada também, de companhia passaram a ser desconhecidos. A partir do momento que a gente aprende a conviver longe dessas pessoas, a gente percebe o quanto valeu a pena. A gente vê que aquelas antigas amizades realmente não tinham nada haver com a gente e se foi justamente por isso, por causa do destino também. Enfim, adorei seu texto, principalmente por ter me identificado tanto com ele.

    Beijos!
    http://www.likeparadise.com.br

    Curtido por 1 pessoa

  3. oi, oi.

    eu acredito que amizades são essenciais na nossa vida, mas somente aquelas que nos fazem bem. a tua com a guria foi boa até o momento em que te fez bem. agora que já não tá tudo ok, acho que é hora de vc seguir em frente e esperar que o universo ajeite as coisas. nada de ficar quebrando a cabeça.

    sabe aquelas falsas alegrias? as pessoas se drogam justamente pra senti-la. ainda bem que vc não precisa disso.

    teu txto ficou maravilhoso. bjs!

    Não me venha com desculpas

    Curtir

    1. Não fica assim flor. A vida é uma roda gigante, as vezes a gente ta em cima, as vezes embaixo. Não da pra acreditar no sorriso dos outros ou querer que todos se privem de felicidade para nós ficarmos mais felizes. Mas isso tudo é aprendizado e cada dia vou me sentindo melhor porque eu preciso sabe, faça isso você tbm 🙂 Participe do mundo

      Curtido por 1 pessoa

      1. Ah sim, o que aconteceu comigo faz um tempo já uns 6 anos atrás mais ou menos… Comecei a ver o mundo de outra maneira e percebi que nada daquilo do qual eu via estava certo.

        Curtido por 1 pessoa

Fique a vontade

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s